Casamento em diligência permite que noivos escolham o local da cerimônia

190513_Face-18Ipiranga.png

A modalidade ainda pode ser uma alternativa para noivos com religiões diferentes

Na hora de planejar o casamento a escolha da modalidade deve atender às necessidades do casal e é por isso que existem opções além do casamento civil comum, realizado nas dependências do cartório. O casamento em diligência, por exemplo, é uma opção para noivos que desejam celebrar a união civil fora do cartório.

Nesse caso, o juiz de paz do cartório se desloca até o local, em data e hora também escolhidas pelos noivos para a celebração da cerimônia. Isso significa que o casamento em diligência dispensa a celebração por uma autoridade religiosa, o que acaba sendo uma opção para noivos com religiões diferentes, mas que querem ter uma cerimônia no local da festa, por exemplo.

O juiz de paz pode se deslocar até o salão de um prédio, buffet, restaurante, espaço de eventos, praia ou qualquer outro lugar. Sendo assim, é realizada apenas uma cerimônia e não duas, como na maioria dos casos, em que se realiza a cerimônia civil e depois a religiosa.

Além das praticidades já citadas, ainda tem a entrega da certidão de casamento que é feita no ato da celebração – o que difere do procedimento do casamento religioso com efeito civil, em que os noivos devem comparecer ao cartório após a celebração para emitir a certidão.

Como solicitar

Os casais que escolhem o casamento em diligência devem dar entrada na habilitação assim como no caso de qualquer outra modalidade. Para isso, os noivos devem comparecer ao Cartório de Registro Civil escolhido e requerer a habilitação para o casamento mediante a apresentação de seus documentos pessoais originais, como RG, CPF e certidão de nascimento (se forem solteiros), além do comprovante de residência e a companhia de duas testemunhas, portando seus RGs.

As próximas etapas do procedimento também são as mesmas. Após a habilitação, o edital de proclamas é afixado nos jornais regionais por 15 dias para tornar o ato público perante terceiros. Somente após o prazo da publicação é que o casal deve entrar com o pedido de casamento em diligência no próprio cartório, onde o juiz de paz então reservará a data marcada pelos noivos.

A taxa paga ao cartório pelo casamento em diligência não é a mesma cobrada pelo casamento civil em cartório e o valor é tabelado e ajustado anualmente pela Justiça de cada Estado. Por isso, os noivos devem consultar o Cartório de Registro Civil da sua região para saber sobre esse ou demais detalhes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s